Finalizando aquarela com lápis de cor!

Bom, aqui vai um passo a passo sobre como eu costumo finalizar minhas ilustrações com lápis de cor, usando essa de exemplo! Lembrando que não existe jeito certo, o melhor é o que funciona pra você! Pra mim, é assim :)

Vou usar essa imagem pra demonstrar:


Eu começo com a aquarela feita e completamente seca. Já mostrei em outro post aqui como eu faço meu processo de pintura em aquarela, inclusive!

Normalmente, o lápis ainda não tá super apontado ainda. Aí eu começo com texturas tipo cabelo ou madeira, pra aproveitar a ponta média. Eu gosto muito de deixar a marca do lápis, em vez de ter um tratamento mais uniforme.

Pro chão, eu faço a mesma coisa, mas vou colorindo em movimentos irregulares e ziguezague, pra deixar essa textura! Exatamente o oposto que a tia do pré falava pra fazer, quando ela mandava colorir em bolinhas (lembrando que, vez ou outra, colorir em bolinhas é bem útil também!)

Eu começo pelo chão, porque é uma parte maior do desenho e ai eu fico livre Depois parto pros detalhes de cenário e sigo variando as texturas. Acho massa mudar as cores de acordo com o que eu vou fazer. Além do colorido em ziguezague, gosto de pontinhos, colorir em bolinhas, etc

Como a base da cor já foi feita em aquarela, eu não preciso me preocupar em preencher, mas em fazer texturas!

Eu gosto de ar mais "macio" nos desenhos, então uso lápis de minas bem macias e não aponto até virar uma estaca, só o suficiente pros detalhes. Uma vez apontado, começo pelos detalhes mais preciosos, tipo o rostinho da personagem principal.

Depois, vou pros outros detalhes. Tento sempre aproveitar a ponta o máximo que der sem ter que apontar toda hora. Não sou de colorir super forte também e raramente uso o lápis preto pra contornar. Eu prefiro os marrons, pra não contrastar muito com o resto da paleta.

A medida em que a ponta vai gastando e os detalhes precisos já foram feitos, eu aproveito pra acrescentar texturinhas em lugares menores, tipo as patinhas dos bichinhos ou o tronco da árvore.

Depois de contornar, texturizar e detalhar tudo, fica assim! Mas ainda não acabou!

Eu REALMENTE gosto de texturas e manchas. Daí é quando eu venho com guache e escova de dentes, espirrando manchinhas de guache no trabalho pra criar essas mini texturas. Nessa hora, eu protejo com a mão ou um papel as partes que não podem manchar sem querer (o rostinho, por exemplo).

Nesse caso específico, ainda tinha essas luzinhas brancas que eu queria fazer. Aí eu usei uma caneta com tinta bem espessa pra isso, mas poderia ser feito com guache também. Eu que fiquei com preguiça de sujar pincel hehe

Depois eu deixo secar uns cinco minutinhos e tiro a fita crepe! E pronto!


  • Instagram
  • Twitter ícone social